MUSEUFOLCLORE_LOGO_BALAIO_ICONE-COR.png

SOBRE O QUE FALAMOS

Foto: Marcelo Magano
Máscara do Piraquara_Foto de Marcelo Magano_1994_MF.F. 026.3.jpg

Podemos trazer vários nomes para definir as artes expostas em nosso site. Denominá-las como folclóricas, de raiz, tradicionais ou populares, por exemplo. São diversas as definições que existem, porém nosso propósito não é nos preocupar tanto com o nome, mas sim com o valor que representam e comunicam.

Nossa proposta é trazer uma experiência no ritmo do olhar, que nos dias de hoje está tão acelerado quanto a vida. Vemos tudo se transformar de modo rápido e corremos contra o tempo para acompanhar esse processo. Convivemos com tantas máquinas que executam em alta velocidade inúmeros produtos e esquecemos que existem outras formas e tempos para criar.

Aqui, na Balaio Galeria, convidamos o visitante a desacelerar a atenção e fazer com que o olhar entre no mesmo compasso do ritmo das mãos de quem faz as artes expostas. Elas são expressões de modos de ser e estar no mundo, criadas a partir de memórias e identidades culturais, que se transformam em estéticas e poéticas carregadas de símbolos e significados. Inspirados em crenças, costumes, tradições, festas e elementos do imaginário, os artistas transformam materiais acessíveis de seus entornos e utilizam cores, estilos e técnicas para se expressarem.

MUSEUFOLCLORE_LOGO_BALAIO_ICONE-COR.png

ONDE ESTAMOS

É importante falarmos que a Balaio Galeria é um espaço virtual para dar visibilidade a esses artistas do Vale do Paraíba Paulista, sejam eles nascidos ou que fizeram da região sua morada.

Localizado entre as capitais de São Paulo e Rio de Janeiro, faz divisa com parte da região sul de Minas Gerais e é reconhecido pelas belas paisagens formadas pelas Serras da Mantiqueira, do Mar e da Bocaina. Possui parte da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul e um reduto de Mata Atlântica.

Trazer tais elementos como informação, é importante para situar as influências que esse território pode trazer tanto como inspiração, quanto aos elementos das matérias primas usadas nas obras dos artistas.

Também é relevante pensarmos nas influências indígenas, negras e européias que formaram a identidade cultural da região, conhecida como cultura caipira. Porém, de algumas décadas para cá, a maior cidade do Vale, São José dos Campos, teve um crescimento econômico, industrial e tecnológico significativo, o que contribuiu para a migração de pessoas de várias partes do Brasil.

 

Assim, temos uma interessante riqueza cultural para conhecermos ao longo do tempo na Balaio Galeria.

SFX_Fernando Moura_MF.F. 024.1.jpg
Foto: Fernando Moura