MUSEUFOLCLORE_LOGO_BALAIO_ICONE-CONTORNO

BORDADO

Vagonite.jpg

O bordado é mais uma arte em que, muitas vezes, seu ensinamento é passado através das gerações. É comum as pessoas aprenderem a bordar ainda criança, com algum familiar próximo, como a mãe, irmã, tia ou alguém da comunidade.

A união entre agulha e linha é capaz de criar inúmeras possibilidades na decoração de tecidos variados. Existe uma diversidade de pontos e técnicas a serem aplicados, como o rococó, ponto cruz, alinhavo, caseado, cheio, atrás, correntinha, vagonite, entre outros.

Aqui é possível encontrar alguns deles feitos pelas mãos das artesãs, cada uma com sua identidade e criatividade.

THEREZINHA MARIANO

Therezinha Mariano Pinheiro, nasceu na zona rural do município de Itapetininga/SP. Hoje, morando em São José dos Campos/SP, é conhecida também como Dona Thereza da Pousada do Vale, bairro onde mora.

IMG_1547.jpg

Aprendizagem

Quando tinha cerca de 14 anos, observava suas irmãs mais velhas bordando, e, assim, aprendeu diversos pontos. Sua mãe, Petronilia, cheia de esperteza, reunia as filhas para bordarem e não fazerem bagunça enquanto precisava trabalhar. Riscava os desenhos em toalhas de mesa, toalhas de rosto, lençóis, panos para forrar e enfeitar prateleiras, todos feitos de saco de farelo. E foi assim que Dona Therezinha começou a bordar flores e ornamentos, com grossas linhas de novelo.

Desenhos

Na década de 80, morando no Vale do Paraíba há anos, sentiu a necessidade de escrever histórias. Tempo depois, iniciou a produção de desenhos, alguns inspirados em seus próprios contos. Foi quando um de seus netos a incentivou a borda-los e, a partir daí, firmou ainda mais sua identidade nas criações artísticas.

Hoje, seus bordados trazem diversas camadas de processos, histórias, lembranças e cores dos muitos caminhos que trilharam a vida de Dona Therezinha.

IMG_1644.JPG.jpg
Museu Vivo 2.jpg

E como faz?

Os desenhos são feitos em folha sulfite e ficam armazenados em pastas. Às vezes faz uns “quebra-cabeças”, quando gosta de algum elemento, aproveita para encaixá-lo em outras criações.

Para bordar, sobrepõe o desenho ao papel carbono e ao pano, prendendo com alfinetes para segurar e riscar com lápis. O tempo que leva para ficar pronto depende do tamanho e quantidade de detalhes, varia entre 10 dias e até um mês!

Os pontos utilizados são o “rendinha”, “xizinho”, “atrás”, “rococó”, “caseadinho”, “cheio”, “nozinho”, entre outros.

Simbolismos e significados

A arte de Dona Therezinha traz uma forte ligação entre suas lembranças da infância na roça, com uma interação intensa com a natureza, e sua visão atual do mundo, depois de tantas vivências. São experiências ligadas em fios, cheias de cores e simbolismos.

Os rostos das mulheres representam suas antepassadas e guardiãs da natureza. Os pássaros e borboletas, a liberdade. Os olhos, o olhar da natureza, muitas vezes em prantos por conta dos descuidos e violências que sofre. Os bebês também aparecem com frequência, simbolizando o renascer da vida. Além de sóis, luas, flores, animais e as águas que limpam o mundo e representam a sobrevivência.

As obras trazem todos esses elementos unidos, nos fazendo refletir sobre a importância de entendermos a interdependência entre eles. De ponto a ponto, com extrema sensibilidade, Dona Therezinha borda a consciência do pertencimento no mundo, seja ele concreto ou imaginário.

IMG_1607.jpg
IMG_1645 (2).JPG.jpg

Therezinha está disponível para comercializar sua arte! Entre em contato, você pode comprar um bordado ou produzir uma exposição, já que ela possui uma quantidade generosa de obras em seu acervo pessoal.

Seu contato é:

Telefone residencial: 12 39295869

WhatsApp Image 2022-06-22 at 17.09.39.jpeg

Chris Bordados

Tênis e customização de roupas

Contato: (12) 992561870

São José dos Campos/SP

Josefa Vieira

Puxa-sacos, caminhos de mesa, panos de prato

Contato: (12) 997702418

São José dos Campos/SP

zefa.jpg
Neusa.jpeg

Neusa Martins

Toalhas

Contato: (12) 996056899

São José dos Campos/SP